Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Astéríx defende Gália

Personagens voltam ao grande ecrã.
Pedro Rodrigues Santos 21 de Maio de 2015 às 08:55
Personagens criadas por Albert Uderzo e René Goscinny voltam ao grande ecrã.

Em 50 antes de Cristo, a Gália está ocupada pelos romanos. Apenas uma pequena aldeia de irredutíveis gauleses resiste por todos os meios ao invasor. Desta vez, no entanto, Júlio César tem um trunfo: em vez de impor a sua lei pela força, decide cercar o povoado por um condomínio de luxo habitado por romanos. O objetivo é seduzir os gauleses com o esplendor da cultura do império. Astérix e Obélix, com a preciosa ajuda da poção mágica de Panoramix, tudo farão para travar a invasão, que ameaça a própria sobrevivência da aldeia.

‘Astérix e o Domínio dos Deuses’, filme de animação que hoje estreias nas salas nacionais, promete divertir o público com as aventuras loucas da dupla criada por Albert Uderzo e René Goscinny. A especulação imobiliária e o choque de culturas entre as pessoas do campo e os novos habitantes dos subúrbios, que se registaram em França no início da década de 70, são objeto de uma crítica bem-humorada por parte dos realizadores Louis Clichy e Alexandre Astier. E, embora a adaptação do 17º volume em banda desenhada não se afaste em demasia da história original, há algumas falhas que podem desanimar os fãs das personagens.

Em França, quase 3 milhões de pessoas viram o filme, orçado em mais de 30 milhões de euros, colocando-o no 13º lugar dos mais vistos do ano. A versão portuguesa conta com as vozes de Manuel Marques e Eduardo Madeira para Astérix e Obélix, enquanto Luís Lucas e Bruno Ferreira dobram as falas de Júlio César e de Decanonix. 

Cristo Gália Júlio César Astérix Obélix França artes cultura e entretenimento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)