Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Atores trocam palavras duras na Politécnica

Não há amizades perfeitas e todas as relações acumulam, ao longo dos anos, pequenos rancores e ressentimentos que mais tarde ou mais cedo explodem”, diz João Meireles, um dos protagonistas da produção que os Artistas Unidos (AU) acabam de estrear no Teatro da Politécnica, em Lisboa.
17 de Março de 2013 às 17:55
João Meireles e Pedro Carraca (em segundo plano), são os protagonistas deste espetáculo, a mais recente encenação de Jorge Silva Melo
João Meireles e Pedro Carraca (em segundo plano), são os protagonistas deste espetáculo, a mais recente encenação de Jorge Silva Melo FOTO: Jorge Gonçalves

‘Por Tudo e Por Nada’, uma peça de Nathalie Sarraute que Silva Melo encenou, acompanha uma discussão algo surreal, em que um homem acusa o amigo de “condescendência” por causa de uma expressão que lhe caiu mal. Como sempre acontece nas peças de Sarraute (1900-1999), o espectador vai mudando de opinião ao longo da ação e diverte-se a constatar o ridículo que tantas vezes povoa o quotidiano.

No palco estão também Pedro Carraca (o amigo), Andreia Bento e António Filipe.Para ver na Politécnica até 27 de abril.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)