Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Autoridades chinesas revelam templos abandonados há anos

A China acaba de dar a conhecer dois templos, com várias centenas de anos, abandonados há décadas no sítio onde estão a ser construídas as infra-estruturas para acolher os Jogos Olímpicos de 2008.
28 de Janeiro de 2007 às 00:00
Trata-se de dois templos modestos, um erigido à deusa da fertilidade e outro a uma divindade que controla a chuva e os rios, simbolizada por um dragão.
Edificados no agora complexo olímpico, os templos foram salvos do abandono a que estavam votados há anos porque os líderes chineses assim o prometeram. Ou seja, como contrapartida por receber os Jogos de 2008, a China ficou obrigada a preservar todo o património histórico de Pequim.
Niang Niang, dedicado à deusa taoísta com o mesmo nome e construído há 500 anos durante a dinastia Ming, ficará junto ao novíssimo e ultramoderno estádio nacional, enquanto, mais a norte, poderá ser visto o Templo do Dragão, com 350 anos de idade e que nas últimas décadas tem servido como arrecadação para material agrícola.
Agora, serão recuperados para dar corpo ao slogan ‘Olimpíadas Culturais’ com que a China tem estado a publicitar os Jogos.
Com os seus 3500 anos, Pequim tem centenas de locais históricos e, desde o início das obras para os Jogos, os arqueólogos descobriram para cima de 500 sepulturas, contendo caixões, moedas e vasos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)