Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Bons momentos entre Sol e chuva

A chuva caiu forte no final das cortesias e durante a primeira lide no festival realizado sábado, em Odemira, para celebrar a despedida do bandarilheiro António Poeira.
28 de Março de 2005 às 00:00
Num espectáculo que resultou bastante agradável, Rui Salvador triunfou graças a uma lide bem estruturada, quer na forma como bregou, quer ainda nos terrenos escolhidos e no modo de cravar a ferragem da ordem, com emoção e verdade. Joaquim Bastinhas prejudicado pela forte bátega de água, esteve também em bom plano atendendo às condições em que desenvolveu a sua lide ao cravar ferragem meritória.
Luís Rouxinol não aproveitou cabalmente as boas investidas do exemplar de António Silva. Mesmo assim, dentro do seu estilo animoso e que chega ao público, terminou a lide com um bom par de bandarilhas, sua imagem de marca. Sónia Matias desenvolveu uma lide com pormenores de toureira e alguns bons ferros alternaram com outros de menos impacto. Viu-se com agrado e registamos como melhor o seu terceiro curto, bem apontado e a pisar terrenos de compromisso.
Em quinto lugar actuou Vasco Taborda Jr., numa lide pouco inspirada e com cravagem pouco eficiente de ferragem, numa lide que poderia ter tido mais impacto. Marcos Nabeiro Tenório encerrou o espectáculo com uma lide movimentada e esteve melhor nos compridos do que nos curtos.
Actuaram os Amadores de Lisboa, de S. Manços e do Aposento da Chamusca que pegaram bem toiros pertencentes a várias ganadarias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)