Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Calou-se a voz de António Sérgio

A voz era inconfundível. A paixão pela música inquestionável. Ontem de manhã, o radialista António Sérgio – um dos nomes que mais fez pela divulgação da música portuguesa nos últimos quarenta anos –, não resistiu a um ataque cardíaco e faleceu aos 59 anos, deixando para trás uma carreira repleta de sucessos e distinguida em 2008 com o Globo de Ouro da SIC na categoria de rádio.
2 de Novembro de 2009 às 00:30
António Sérgio foi, durante mais de 40 anos, um grande divulgador da música portuguesa
António Sérgio foi, durante mais de 40 anos, um grande divulgador da música portuguesa FOTO: Bruno Raposo

Responsável por alguns dos programas de música mais marcantes da História da Rádio – quem não se lembra de ‘A Hora do Lobo’, ‘Som da Frente’ ou ‘Rotação’ – António Sérgio foi também cronista e produtor musical. Entre as várias glórias da sua profícua carreira, destaca-se o facto de ter dirigido o selo Rotação, da editora Rossil – onde se estrearam os Xutos & Pontapés.

Mas outros nomes da música foram lançados graças ao seu faro para o êxito. Caso de Pedro Ayres Magalhães, fundador dos Madredeus.

António Sérgio chegou a trabalhar em televisão, como colaborador do apresentador Luís Pereira de Sousa, mas foi uma experiência sem exemplo: o próprio costumava dizer que não tinha jeito para o pequeno ecrã e não quis regressar.

Nos últimos tempos – e depois de ver cancelado ‘A Hora do Lobo’ na Rádio Comercial – fazia o ‘Viriato 25’, para a Rádio Radar, de Luís Montez, que ainda lançará para o ar o próximo programa, já gravado.

O funeral do radialista realiza-se hoje, da Basílica da Estrela para o Cemitério dos Prazeres, depois da missa de corpo presente, às 15h00.

DEPOIMENTOS

"António Sérgio era uma das pessoas que estava mais à frente em termos musicais em Portugal. Era uma pessoa fantástica e eu acompanhava sempre os seus programas.": Rodrigo Leão, Compositor

"Era para mim completamente fascinante. Lembro-me de seguir e gravar programas dele para descobrir bandas e, algumas vezes, cheguei a ligar-lhe para a cabina.": Zé Pedro, Guitarrista dos Xutos & Pontapés

"O António Sérgio contribuiu muito para a educação musical deste País. Valia a pena ficar acordado até altas horas só para o poder ouvir e ele não terá substituto.": Pac Músico, líder dos Da Weasel

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)