Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

CANÇÃO DE LISBOA EM DVD

Quem não se lembra de Beatriz Costa cantando a agulha e o dedal? Quem não se lembra de António Silva fazendo as contas nas costas de um manequim? Ou da célebre cena do exame de medicina de Vasco Santana e as respostas delirantes que ele dá aos seus examinadores? Ou do insulto imorredouro que é o seu ‘Chapéus há muitos...’.
26 de Novembro de 2004 às 00:00
CANÇÃO DE LISBOA EM DVD
CANÇÃO DE LISBOA EM DVD
Todos nos lembramos e é também por isso que ‘A Canção de Lisboa’, o próximo filme da Colecção do Cinema Português - Sete Décadas de Grandes Êxitos do Cinema Nacional, a ser lançado amanhã, é um DVD imprescindível.
Realizado em 1933 por Cotinelli Telmo, ‘A Canção de Lisboa’ reuniu desde logo aquelas que viriam a ser as grandes vedetas do cinema nacional. Vasco Leitão (Vasco Santana no seu melhor) vive da mesada das suas duas tias, que vivem em Trás-os-Montes, nunca vieram à capital e que o consideram um aluno cumpridor. Ora, Vasco prefere os retiros e os arraiais, as cantigas populares e as mulheres bonitas e, em particular, Alice (Beatriz Costa, que aqui revela, pela primeira vez, a sua mítica franja).
O filme pode ser adquirido por seis euros mais o preço do jornal.
Ver comentários