Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Carlos do Carmo com novo disco aos 80 anos

Fadista grava pela primeira vez textos de Herberto Helder, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge Palma.
Miguel Azevedo 30 de Outubro de 2020 às 08:57
Carlos do Carmo despediu-se dos palcos no ano passado, com concertos nos coliseus de Lisboa e do Porto
Carlos do Carmo despediu-se dos palcos no ano passado, com concertos nos coliseus de Lisboa e do Porto FOTO: Sérgio Lemos
Um ano após ter-se despedido dos palcos com concertos nos coliseus de Porto e Lisboa, Carlos do Carmo edita no final de novembro aquele que poderá ser o seu último registo de originais. ‘E Ainda…’ chega às lojas dia 27 e nele o fadista, que completa 81 anos em dezembro, interpreta poemas de Herberto Helder, José Saramago, Sophia de Mello Breyner, Hélia Correia, Júlio Pomar, Vasco Graça Moura e Jorge Palma. Tendo o fado tradicional como fio condutor, a composição musical conta com a batuta do maestro Victorino D’Almeida, bem como Mário Pacheco, Paulo de Carvalho e José Manuel Neto.

Segundo nota da editora Universal, ‘E Ainda…’ nasce da "intuição e da certeza de que Carlos do Carmo tinha ainda fados por cantar". "Fados que, nalguns casos, nem suspeitavam que pudessem ser fados." No novo registo, o fadista estreia-se a cantar alguns poetas e escritores a que nunca tinha dado voz. É o caso do escritor Herberto Helder , mas também de Hélia Correia, que escreveu para si os versos de ‘Sombra’, de Sophia de Mello Breyner Andresen, de quem descobriu a sua ‘Canção 2’, e do músico Jorge Palma, que promete ser uma das grandes surpresas do álbum.

Gravado ao longo de três anos, o disco chegará às lojas na sua versão standard com dois CD (o álbum de originais e o registo ao vivo dos Coliseu em 2019) e numa versão limitada e especial onde se encontra, além do CD duplo, um DVD com o registo do concerto que marcou a despedida no ano passado.
Ver comentários