Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Cartas políticas a leilão

As cartas escritas por António Oliveira Salazar e Marcello Caetano, que vão ser hoje leiloadas, em Lisboa, estão a ser analisadas por técnicos do Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (IAN/TT), com vista a uma possível adquisição, já que têm direito de opção.
29 de Novembro de 2005 às 00:00
Com uma base de licitação de 15 mil euros, as cartas são hoje à noite leiloadas, em Lisboa
Com uma base de licitação de 15 mil euros, as cartas são hoje à noite leiloadas, em Lisboa FOTO: Jorge Godinho
“Temos estado a seguir com atenção o leilão. Antes de tomar uma decisão, é preciso analisar e avaliar toda a documentação para saber se tem ou não interesse relevante”, explicou ao CM o director do IAN/TT, Silvestre Lacerda.
“Dos documentos a leiloar, ainda não sabemos se há inéditos, se foram ou não publicados, ou se há alguns arquivados na Torre do Tombo”, referiu ainda, acrescentando que, a base de licitação de 15 mil euros, exige uma análise “muito cuidada”.
As cartas fazem parte do lote 1103 do leilão ‘Importante Biblioteca Particular e outras proveniências’ e, segundo fonte da Leiria e Nascimento, “pela sua leitura, acreditamos que pertenceram a um ministro de Salazar”.
Na opinião de José Vicente, reponsável pela elaboração do catálogo do leilão, “muitas das cartas, manuscritas pelo punho de Salazar e Marcello Caetano, são inéditas”.
Além das cartas escritas por diversas personalidades do Estado Novo, entre as quais António de Oliveira Salazar e Marcello Caetano, o leilão inclui documentos, fotografias, livros com dedicatórias e projectos do período de 1933 a 1968, que foram escritos por importantes figuras políticas como ex-Presidente da República Américo Thomaz, entre 1958 e 1974.
As cartas, muitas classificadas de “confidencial”, versam, sobretudo, assuntos de Estado e projectos políticos daquela época.
PORMENORES
SALAZAR
Muitas das 35 cartas de António de Oliveira Salazar estão classificadas como ‘confidencial’. Algumas, com mais de sete páginas, versam assuntos de Estado e opiniões. Há ainda cartões de visita.
CAETANO
Entre as cartas de Marcello Caetano, há um ofício da Presidência do Conselho, datado de 24 Abril de 1974, sobre uma nota do deputado Manuel da Silva Mendes relativa a várias cimenteiras.
PROJECTOS
A Ponte Salazar, o Aeroporto Imperial da Madeira, o Porto de Leixões e a Sociedade Electra-del-Lima são alguns dos projectos abordados pelos dois estadistas, durante uma época política importante.
OPINIÕES
JOSÉ HERMANO SARAIVA - HISTORIADOR
“Todos os documentos deveriam ser preservados e adquiridos pelo Estado. Abordam assuntos de uma época muito importante da História de Portugal. O conteúdo das cartas documenta o teor das relações entre os dois estadistas, marcadas sempre por uma grande distância. Em cartas, Salazar e Marcello Caetano só abordavam questões de Estado.”
PEDRO DIAS - DIRECTOR DA TORRE DO TOMBO
“Não faço ideia do que vai ser leiloado. Na minha época, avaliávamos o interesse caso a caso. A instituição não compra tudo por sistema mas em função dos pareceres da Comissão de Avaliação. Há que avaliar o interesse da informação e da documentação. Só pelo facto de serem de Salazar ou de Caetano, não há justificação para adquirir. Existe muita documentação de ambos em todos os ministérios.”
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)