Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Casa de pintor demolida ontem

A casa de Stuart Carvalhais, o pintor considerado pai da banda desenhada em Portugal, falecido a 2 de Março de 1961, foi ontem demolida em Queluz e desconhece-se se os azulejos da autoria do artista foram salvaguardados.
29 de Outubro de 2009 às 00:30
Trabalhos de demolição terminaram ontem, destruindo o edifício em que Stuart Carvalhais viveu
Trabalhos de demolição terminaram ontem, destruindo o edifício em que Stuart Carvalhais viveu FOTO: direitos rservados

"É pena terem deixado morrer esta casa depois de falarem em museu", disse Matias Ramos, um dos moradores que ontem protestaram contra a demolição.

A casa da rua Conde de Almeida Araújo foi vendida em hasta pública mas a Câmara de Sintra não exerceu direito de preferência. Durante a campanha eleitoral falou-se da sua transformação em núcleo histórico. A recuperação constou do programa do Bloco de Esquerda e do Movimento Mérito e Sociedade.

"Nunca houve uma placa de aviso. Havia um plano de urbanização mas a demolição foi adiada para depois das eleições", disse ao CM Judite Esteves, que afirma que um casal de idosos viu o painel de azulejos ser retirado da casa que "estava em condições de ser recuperada".

O CM tentou obter uma reacção da Câmara de Sintra mas tal não foi possível. Desconhece-se, portanto, se a demolição foi autorizada pela autarquia e o que aconteceu ao painel de azulejos de Stuart Carvalhais.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)