Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

CCB homenageia Cesariny até 2018

Artista português lembrado nos dez anos da sua morte.
Ana Maria Ribeiro 8 de Março de 2017 às 08:44
Uma das obras da exposição ‘De Cor e Salteado’, que abriu ontem e tem entrada livre no Centro Cultural de Belém
Uma das obras da exposição ‘De Cor e Salteado’, que abriu ontem e tem entrada livre no Centro Cultural de Belém FOTO: Mariline Alves
Para assinalar os dez anos da morte de Mário Cesariny (1923-2006), o Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, preparou um tributo ao escritor e artista plástico que arrancou ontem com a inauguração da mostra gratuita ‘De Cor e Salteado e que termina em 2018.

Na apresentação do ciclo, Elísio Summavielle, presidente do CCB, falou do "prazer e da honra de participar na celebração" e destacou o programa agendado para o dia 25 deste mês. No âmbito do Dia Mundial da Poesia, o CCB realiza uma maratona de leitura, uma conversa sobre Mário Cesariny, vai exibir o documentário ‘Autografia’ e organizar uma conversa sobre o autor de ‘Corpo Visível’.

O tributo, que inclui a reedição de obras de Cesariny, é organizado pelo Centro Cultural de Belém em parceria com várias instituições, nomeadamente a Fundação EDP, a Fundação Cupertino de Miranda e a Casa Pia de Lisboa.
CCB homenagem Cesariny artista português morte centro cultural de belém
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)