Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Cientistas estudam jogo 'pedra-papel-tesoura'

Equipa de cientistas chineses investiga psicologia por detrás do jogo

2 de Maio de 2014 às 14:46
pedra, papel, tesoura, jogo, investigação, China, estudo
pedra, papel, tesoura, jogo, investigação, China, estudo FOTO: Getty Images

A teoria da probabilidade diz-nos que a hipótese de ganhar uma partida do conhecido jogo 'pedra-papel tesoura' é de 1:3. No entanto, um estudo feito na Universidade de Zhejiang, na China, vem provar que não é assim tão simples.

Neste estudo, foram recrutados 360 alunos para um torneio de 'pedra, papel, tesoura' em que o vencedor ganharia mais dinheiro conforme o número de vitórias conseguidas nas 300 rondas em que cada jogador participou, como incentivo à competição.

Após algumas rondas os investigadores começaram a detetar alguns padrões comportamentais nos jogadores: quando ganhavam, tinham tendência a repetir o mesmo movimento da jogada anterior, contrariando assim a probabilidade de um em três e dando oportunidade ao adversário de prever o movimento seguinte.

Por outro lado, foi também observado que os jogadores que perdiam, na ronda seguinte mudavam de movimento. Por exemplo, depois de perder uma ronda a jogar 'pedra', o jogador jogava frequentemente 'papel' na ronda seguinte, contrariamente ao que diria a probabilidade.

CIENTISTAS REFEREM "RESPOSTA CONDICIONAL"  

Os cientistas envolvidos no estudo explicam que a associação feita entre manter a jogada e ganhar, mudá-la e perder, é conhecida como “resposta condicional”. Antecipando este padrão, é fácil para o jogador mais astuto prever as jogadas do adversário e colecionar um maior número de vitórias.

“Se a resposta condicional é um mecanismo básico de tomada de decisão do cérebro, ou apenas consequência de um processo neurológico de aprendizagem, é uma questão a ser resolvida em estudos futuros”, concluem os cientistas chineses.

Um estudo anterior já tinha concluído que quem perde uma jogada de 'pedra, papel, tesoura', inconscientemente vai repetir o movimento que o derrotou.

Ainda que seja um jogo bastante simples, o 'pedra, papel, tesoura' é visto pelos investigadores como um modelo muito útil para estudar o comportamento competitivo nos humanos, nos negócios e transações financeiras, por exemplo.

pedra papel tesoura jogo investigação China estudo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)