Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Cinema de Elvis em livro

Cresceu a admirar Elvis Presley já depois da morte do norte-americano, falecido há precisamente 32 anos. Não é o músico das baladas ou do rock’n’roll que lhe interessa, mas o actor que protagonizou mais de 30 filmes. A admiração converteu-se numa tese de mestrado "com nota máxima" e agora Jorge Carrega transformou-a em livro.

16 de Agosto de 2009 às 00:30
Filmes de Presley inspiraram a tese de mestrado de Jorge Carrega, agora disponível nas livrarias graças à HM Editora
Filmes de Presley inspiraram a tese de mestrado de Jorge Carrega, agora disponível nas livrarias graças à HM Editora FOTO: D.R.

"Não sou um coleccionador do Elvis. A abordagem ao fenómeno é um pouco mais intelectual. Não me enquadro na categoria de fã", explicou ao CM o autor de ‘Elvis Presley e o Cinema Musical de Hollywood’, lançado pela HM Editora.

Ao longo de 132 páginas, ilustradas com 32 fotografias, Jorge Carrega analisa obras como ‘Amor em Acapulco’, filme que o fez descobrir o ‘rei do rock’ aos nove anos, numa matiné da RTP. Na longa-metragem de 1963, em que Elvis contracena com Ursula Andress, ouve-se a canção que mais recorda do objecto de estudo, ‘Bossa Nova Baby’.

Apesar de coleccionar uma extensa bibliografia dedicada ao artista, Carrega considera que o seu livro é único por procurar ver Elvis também como actor: "Infelizmente a maioria dos críticos são pessoas de uma escola musical e encaram a sua carreira no cinema como secundária e até prejudicial."

Por querer colmatar esta falha, o autor, de 35 anos, lançou-se na sua tese de mestrado na Universidade do Algarve, apresentada em Janeiro depois de se licenciar em Estudos Portugueses. O objectivo foi mostrar Elvis "à luz das mudanças do próprio género musical, já no final da época de ouro do cinema".

Apesar da edição inicial de apenas 200 exemplares, Jorge Carrega sonha lançar ‘Elvis Presley e o Cinema Musical de Hollywood’ no Brasil. Já há interesse nisso. "Pelo seu peso na cultura popular do século XX, é fácil perpetuar o culto a Elvis Presley", conclui.

DETALHES

DOCENTE UNIVERSITÁRIO

Jorge Carrega, o autor da tese agora editada em livro, dá aulas no Instituto Superior Afonso III, em Loulé, e faz investigação em Estudos Fílmicos para a Universidade do Algarve.

CRIAÇÕES FAVORITAS

As obras de Elvis que o autor prefere são as canções ‘Bossa Nova Baby’, ‘Can’t Help Falling in Love’ e ‘Viva Las Vegas’, e os filmes ‘Amor em Acapulco’, ‘Balada Sangrenta’ e ‘Venham Sonhar Comigo’.

CARREIRA PARALELA

O artista norte-americano foi um dos principais cantores do século XX mas conseguiu conciliar essa actividade com o cinema. Participou em 31 filmes entre 1956 e 1969.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)