Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Claire Foy é Lisbeth Salander no filme que esta quinta-feira se estreia

Atriz sucede a Noomi Rapace e a Rooney Mara como heroína feminina.
Ana Maria Ribeiro 8 de Novembro de 2018 às 01:30
Claire Foy sucede a Noomi Rapace e a Rooney Mara como heroína feminina
Cinema
Cinema
Claire Foy sucede a Noomi Rapace e a Rooney Mara como heroína feminina
Cinema
Cinema
Claire Foy sucede a Noomi Rapace e a Rooney Mara como heroína feminina
Cinema
Cinema
Primeiro foi Noomi Rapace (na versão sueca), depois Rooney Mara e agora é Claire Foy. As três atrizes foram, à vez, Lisbeth Salander, a hacker que saiu da cabeça hiperativa do escritor Stieg Larsson e a que David Lagercrantz deu continuidade no livro ‘A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha’.

É esta obra que chega hoje ao grande ecrã, numa realização de Fede Alvarez (e feita com menos de metade do orçamento do filme anterior).

No início da aventura, Salander anda novamente à caça de homens que maltratam as mulheres, mas num dos seus trabalhos como hacker descobre um programa que dá ao seu dono o poder de controlar as armas atómicas de todo o Mundo, o que a lança numa nova caçada ao homem.

Entretanto, o seu passado, que ela julgava ter deixado definitivamente para trás, volta a atormentá-la, na forma da irmã que Lisbeth julgava morta...
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)