Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Clooney mostra que é uma raposa

A presença de George Clooney no Festival de Londres tem motivado uma agitação fora do normal nas sessões de gala em Leicester Square. Não só pela notada companhia da namorada italiana Elisabetta Canalis, mas sobretudo por ter de se empenhar na promoção de três filmes. Mesmo assim, não perdeu a fina ironia quando um repórter curioso lhe perguntou se pensava em adoptar uma criança. Disfarçando o embaraço, lá retorquiu: “Vou adoptar uma das crianças do Brad Pitt. Ele bem precisa…”
16 de Outubro de 2009 às 00:30
Os muitos fãs de George Clooney gostaram de o ‘ver’ como uma raposa matreira no mais recente filme do realizador Wes Anderson
Os muitos fãs de George Clooney gostaram de o ‘ver’ como uma raposa matreira no mais recente filme do realizador Wes Anderson FOTO: stefan wermuth

Muito aplaudida foi a sua inimitável presença vocal como a raposa matreira de ‘O Fantástico Senhor Raposo’, a auspiciosa estreia de Wes Anderson na animação, com honras de abertura do certame.

Seguramente uma experiência de animação bem diferente, capaz de apelar tanto a um público adulto, quanto às crianças seduzidas pelo imaginário desta história rebelde do autor Roald Dahl, publicada pela primeira vez em 1970. Meryl Streep, Jason Schwartzman, Bill Murray e Owen Wilson acrescentam personalidade a este pequeno filme de culto.

O efeito-Clooney levou nova multidão ao centro de Londres com o público deliciado com a maravilhosa paródia sobre a guerra ‘The Men Who Stare at Goats’, de Grant Helvov, no qual contracena com Ewan McGregor, Kevin Spacey e Jeff Bridges. No entanto, a comédia “séria” ‘Up in The Air’ estará ainda mais próxima de Clooney, já que relata a vida agitada de um executivo que coloca num limbo todos os seus relacionamentos afectivos pela sedução de viajar e acumular milhas no seu cartão de passageiro frequente.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)