Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

CML quer ajudar B.leza

O vereador da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa (CML), José Amaral Lopes, deverá encontrar-se esta semana com as proprietárias do B.leza, Madalena e Sofia Saudade e Silva, para procurar resolver o problema que afecta aquele espaço da cidade.
7 de Novembro de 2005 às 00:00
O B.leza continua a funcionar em Santos
O B.leza continua a funcionar em Santos FOTO: Jorge Godinho
A discoteca, especializada em música africana e por onde têm passado os maiores nomes da cultura da África lusófona e não só, continua a funcionar no Palácio Almada Carvalhais, no Lg. do Conde Barão, em Santos, mas recebeu ordem de despejo do proprietário do imóvel e terá de abandonar o local em breve.
Após um encontro informal com Amaral Lopes na semana passada, Madalena e Sofia Saudade e Silva estão esperançadas de que a CML as ajudará a encontrar um novo espaço para a discoteca. “A Câmara reconhece o interesse que o B.leza tem numa cidade cosmopolita como Lisboa”, disse Amaral Lopes ao CM. “Esperamos que nos tragam uma proposta e poder agir como mediadores no processo”, explicou, adiantando que a CML não tem espaços disponíveis para acolher o B.leza.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)