Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Coleccionador privado doa 450 obras ao Estado Francês

Jean-Michel Basquiat, Miquel Barceló ou Douglas Gordon são alguns dos artistas representados na colecção privada de Yvon Lambert e que este decidiu doar ao Estado Francês para que passe a integrar o espólio do Museu de Arte Contemporânea de Avignon. Trata-se, ao todo, de 450 obras cuja avaliação definitiva deverá ser feita na próxima semana pelos especialistas da leiloeira Christie’s.
20 de Novembro de 2011 às 19:22
Jean-Michel Basquiat, que foi "descoberto" por Andy Warhol e morreu prematuramente, é um dos artistas representados na colecção de Yvon Lambert
Jean-Michel Basquiat, que foi 'descoberto' por Andy Warhol e morreu prematuramente, é um dos artistas representados na colecção de Yvon Lambert FOTO: d.r.

É a doação mais importante feita ao Estado Francês desde que o espanhol Pablo Picasso entregou 3.500 peças de sua autoria ao Museu do Louvre, e que acabou por originar a criação do Museu Picasso de Paris. 

Yvon Lambert (n. 1946) comprou o seu primeiro quadro com apenas 14 anos, com dinheiro que a mãe lhe emprestou, tornou-se marchand em 1966 (aos 20 anos) e é actualmente considerado, em França, o Papa da arte.

Prestes a completar os 66 anos, Lambert decidiu mudar de actividade e vai deixar a sua profissão, não especificando como pretende passar o resto da sua vida.

Cultura Artes Plásticas Yvon Lambert doação Pablo Picasso Museu de Arte Contemporânea de Avignon
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)