Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Comédia era a arma da arte de Terry Jones

Ator e realizador britânico do grupo Monty Python, morreu vítima de demência.
Rui Pedro Vieira 23 de Janeiro de 2020 às 08:38
Terry Jones
Grupo Monty Python
Cena do filme ‘A Vida de Brian’ (1979)
Ator participou no espetáculo ‘Evil Machines’ apresentado, em 2008, em Lisboa
Terry Jones
Grupo Monty Python
Cena do filme ‘A Vida de Brian’ (1979)
Ator participou no espetáculo ‘Evil Machines’ apresentado, em 2008, em Lisboa
Terry Jones
Grupo Monty Python
Cena do filme ‘A Vida de Brian’ (1979)
Ator participou no espetáculo ‘Evil Machines’ apresentado, em 2008, em Lisboa
O amigo e colega do grupo de humor Monty Python, Michael Palin, cruzou-se várias vezes com ele, nestes últimos anos, quando já era incapaz de falar devido ao avanço de uma forma rara de demência. Sobre o seu estado debilitado, Palin chegou a dizer que "é o mais cruel que pode acontecer a alguém para quem palavras, ideias, argumentos, piadas e histórias são a matéria da vida". O britânico Terry Jones morreu na noite de terça-feira, aos 77 anos, com a mulher a seu lado.

Com uma carreira de 60 anos, Jones nasceu no País de Gales e mudou-se para a Inglaterra aos quatro anos. Estudou Literatura e História na Universidade de Oxford e, depois, escreveu argumentos para séries televisivas. Até que, em 1969, ajudou a revolucionar o humor graças ao coletivo Monty Python, que se divertia a desconstruir breves cenas, com a filosofia e o ‘nonsense’ como motor para o riso.

Além de integrar como ator a série da BBC ‘Os Malucos do Circo’, Terry Jones ainda estendeu o culto, também como realizador, em três filmes protagonizados pelo grupo, como ‘A Vida de Brian’ (1979) ou ‘O Sentido da Vida’ (1983).

Em 2008, Terry Jones exibiu, no Teatro São Luiz, em Lisboa, ‘Evil Machines’, onde a fantasia e a música dominavam. Contudo, também aqui o humor era a arma.

SAIBA MAIS
46 episódios da série ‘Os Malucos do Riso’, da BBC, exibidos entre 1969 e 1974, lançaram os Monty Python. Além de Terry Jones, o grupo era formado por John Cleese, Michael Palin, Eric Idle e Graham Chapman.

Adeus do grupo em 2014
Os Monty Python deram, há seis anos, em Londres, dez espetáculos de humor para se despedirem do projeto. Apenas Graham Chapman não participou, porque morreu em 1989.

Luta contra a doença
Terry Jones lutava há vários anos contra afasia primária progressiva, uma forma rara de demência. Deixa três filhos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)