Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

CONDENADO A PAGAR 100 MIL EUROS

O toureiro Pedrito de Portugal vai recorrer para o Tribunal Constitucional da sentença proferida ontem pelo Tribunal da Moita, que manteve a aplicação de uma coima de cerca de 100 mil euros pela morte de um touro, na praça daquela vila, durante uma tourada em 12 de Setembro de 2001. Curiosamente, Pedrito de Portugal volta hoje a actuar na Moita.
12 de Julho de 2003 às 00:00
 Pedrito matou este touro em 2001 (foto à esq.). Ontem à saída do Tribunal recebeu apoio dos aficionados
Pedrito matou este touro em 2001 (foto à esq.). Ontem à saída do Tribunal recebeu apoio dos aficionados FOTO: arquivo cm
A juíza, Sandra Conceição, considerou improcedente o recurso apresentado pelo toureiro face à coima aplicada pelo secretário do Governo Civil de Setúbal, no montante de 99.959,58 euros, e sublinhou o facto de a autoridade administrativa ter aplicado a coima mínima (a máxima é de 250 mil euros). Nas sessões anteriores, a defesa de Pedrito chamou várias testemunahs abonatórias, entre as quais Santana Lopes.
Ontem, no final da audiência, Pedrito de Portugal, acompanhado do seu advogado, Varela de Matos, disse ao CM: "Não estamos de acordo com esta decisão e vamos recorrer para o Tribunal Constitucional. Acho caro pagar 20 mil contos (100 mil euros) pela morte de um touro, quando nenhum tribunal determinou esse valor para a morte de um ser humano".
Numa sala de audiências lotada, a maioria da assistência era constituída por aficionados e, ouvida a sentença, logo um recordou: "Nos anos 80, o Mário Coelho matou aqui um touro e pagou 60 contos de multa. Onde é que já se viu ter de pagar 100 mil euros por um touro?".
"Tive de decidir em milésimos de segundo, quando cinco mil aficionados pediam que matasse o touro", recordou Pedrito. "Foi um gesto consciente e de respeito pela vontade do povo. Como toureiro e aficionado não estou arrependido, mas como cidadão jamais pensei ir contra a lei".
"Estou bastante nervoso, mas vou actuar com todo o querer, ambição e orgulho de toureiro", garantiu Pedrito a propósito do seu regresso, hoje, à praça da Moita.
"Quero dar o melhor a este povo da Moita e aos aficionados de todo o Mundo (a corrida é transmitida pela RTP1)", prometeu Pedrito, que questionado sobre a hipótese de voltar a matar touros em Portugal rematou: "Há certas perguntas que não se fazem e certas respostas que não se dão. Seja o que Deus quiser."
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)