Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Conheça o outro lado de Duarte Lima

Domingos Duarte Lima, o advogado e político que se viu envolvido no dramático caso da morte de Rosalina Ribeiro,herdeira de Tomé Feteira, no Brasil, é o autor do prefácio do último livro de poesia de Isabel Mendes Ferreira, 'As Lágrimas Estão todas na Garganta do Mar', com a chancela da Arcádia, que integra a novíssima colecção de poesia, iniciada por David Mourão Ferreira.
22 de Agosto de 2010 às 12:35
Conheça o outro lado de Duarte Lima
Conheça o outro lado de Duarte Lima FOTO: Fotomontagem CM

No prefácio da obra, o décimo terceiro título da escritora, poeta e pintora, Duarte Lima revela-se um homem de cultura, particularmente atento ao movimento literário português. O que, de resto, está em linha com uma faceta menos conhecida do fundador  da APCL - Associação Portuguesa Contra a Leucemia.

Em ‘Como se fora um prefácio...” Duarte Lima escreve sobre Isabel Mendes Ferreira: “Sei que corro o risco tremendo ao deixar publicar este texto. Prefaciar um livro pode corresponder a uma sentença de morte.- Para o livro e para o prefaciador. A solicitação da autora, um ser humano sensível, de bondade infinita, que admiro veneradamente- depois reiterada pelo editor, - acabou por ser irrecusável”.

O editor a que Duarte Lima se refere é Paulo Teixeira Pinto, dirigente do PSD e ex-presidente do Millennium BCP. Em verdade, o próprio presidente da Babel se empenhou pessoalmente para que 'As Lágrimas Estão Todas na Garganta do Mar' viessem à luz do dia.

HOMEM DAS ARTES, DA MÚSICA E DA LITERATURA

Actualmente envolvido num dramático e polémico caso, como é o de Rosalina Ribeiro, de quem foi advogado, Duarte Lima mostra-nos uma faceta menos conhecida da sua vida. Sabiamo-lo um advogado famoso, um político que marcou uma época nas hostes do PSD, foi várias vezes deputado à Assembleia da República, vice-presidente o PSD, presidente do grupo parlamentar, e vêmo-lo agora  como homem  que cultiva o gosto pela arte, pela música (foi aluno do Instituto Gregoriano de Lisboa, organista da Igreja S. João de Deus, em Lisboa, maestro do Coro da Universidade Católica) e pela literatura.

PERFIL: ISABEL MENDES FERREIRA

Isabel Mendes Ferreira,  natural do Montijo, editou o seu primeiro livro de poesia em 1982: 'Sobre as Ervas um corpo de Junho'.  No ano seguinte edita na Bertrand 'Um Nocturno de Bach e um Relâmpago no Olhar', segue-se 'Um Corpo (sub) Exposto' na Imprensa Nacional, sendo 1984 o ano de edição do livro de contos 'A Mais Loura de Lisboa'. Em 1990, volta à poesia com 'A Pele' na Presença, 'Ponto Final' na Átrium, 'Cantochão' e 'Vermelho Doce' na Produce e entra em duas antologias. Em 2010, regressa com 'As Lágrimas Estão Todas na Garganta do Mar' da Babel, com chancela da Arcádia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)