Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Dançar com o fogo no corpo

Xailes esvoaçantes, vestidos de cauda decorados com lantejoulas e um corpo de dança com muito salero fazem o apelo essencial do espectáculo ‘Fuego’, que a Companhia de Dança Carmen Mota, de Espanha, está a apresentar no Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa até dia 14.

4 de Março de 2009 às 00:30
A Companhia de Dança Carmen Mota anda em digressão pelo Mundo com o espectáculo ‘Fuego’
A Companhia de Dança Carmen Mota anda em digressão pelo Mundo com o espectáculo ‘Fuego’ FOTO: Pedro Catarino

Tendo o flamenco como base mas recorrendo a outras linguagens da dança – nomeadamente a contemporânea – o espectáculo pretende conquistar todo o tipo de públicos e mostrar como a dança pode ser cativante.

Dividido em duas partes distintas, a primeira é inovadora e os bailarinos chegam a dançar ao som de Dire Straits ou da ‘Carmina Burana’ de Carl Orff. Na segunda, domina o flamenco tradicional.

A fundadora do grupo, a ex-bailarina Carmen Mota, explica que o maior apelo desta produção é a sua "frescura".

"Queríamos fazer algo de novo, que pudesse agradar a toda a gente, pois o que queremos é introduzir o espectador no mundo complexo que é o flamenco", afirma.

O coreógrafo, Joaquin Marcelo, garante que a receita não tem como falhar. "Toda a gente gosta de um espectáculo com tanto ritmo como este."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)