Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Darwin despede-se da Barraca

O espectáculo ‘Darwin e o Canto dos Canários Cegos’, que Hélder Costa encenou a partir da peça do brasileiro Murilo Dias César, despede-se do público do Cinearte-Barraca já neste fim-de-semana.
14 de Setembro de 2007 às 00:00
Luís Thomar e Susana Costa numa cena da peça
Luís Thomar e Susana Costa numa cena da peça FOTO: d.r.
Trata-se de um trabalho que propõe, ao longo de hora e meia, revisitar o homem que um dia disse que tínhamos a mesma origem remota que os macacos, iniciando uma profunda revolução nas mentalidades do século XIX.
Em vez da figura pública, o texto faz surgir em cena o homem privado que poucos de nós conhecemos e imagina Darwin em casa, de volta dos seus estudos e em conversas com a mulher, o seu grande apoio. Entre o entusiasmo e o receio do que a sua descoberta possa implicar, elabora a teoria da evolução das espécies e “prova” a inexistência de Deus com o sofrimento que há no Mundo.
Excelentes interpretações de Luís Thomar, Susana Costa e Sérgio Moura Afonso. Até domingo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)