Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Descoberto túmulo de Cervantes

Cientistas dizem ter encontrado restos do génio das letras.
Duarte Faria 18 de Março de 2015 às 08:45
Cientistas forenses descobriram ossos, entre eles os de Miguel de Cervantes, em igreja
Cientistas forenses descobriram ossos, entre eles os de Miguel de Cervantes, em igreja FOTO: EPA

Os restos mortais do autor de ‘Dom Quixote’ poderão ter sido encontrados por uma equipa de cientistas forenses num túmulo na Igreja das Trinitarias em Madrid, Espanha.

Francisco Etxebarria, o cientista que dirige a equipa de investigação, disse ontem que os fragmentos descobertos permitem concluir "sem discrepâncias" que se trata do escritor espanhol Miguel de Cervantes, que se pensa ter morrido em Madrid a 22 de abril de 1616. Além de Cervantes, os investigadores acreditam ter também descoberto os restos mortais da sua mulher, Catalina de Salazar, com quem se casou em 1584.

Contudo, os cientistas responsáveis por esta descoberta dizem não poder ter "a certeza absoluta" de se tratar dos restos do génio espanhol das letras e da sua mulher por faltar uma "impossível" confirmação por meio de testes de ADN.

A realização destes exames científicos não é possível, em primeiro lugar, porque o conjunto de ossos encontrados, pertencentes a 17 pessoas diferentes, está "muito degradado" e "muito fragmentado". Por outro lado, mesmo que fosse possível isolar uma amostra, não haveria muitos descendentes com quem comparar, uma vez que Cervantes não teve filhos.

Ainda assim, Etxebarria garantiu que ,"tendo em conta a informação produzida, de caráter histórico, arqueológico e antropológico", é "possível considerar que entre os fragmentos se encontrem alguns que pertencem a Miguel de Cervantes".

túmulo cervantes madrid descoberta
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)