Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Desfolhada recupera memórias e tradições

O ritual da desfolhada (retirar a espiga, a maçaroca de milho, da planta) vai ser recriado no próximo domingo, a partir das 20h30, em Almada D’Ouro, na freguesia do Azinhal, concelho de Castro Marim.
10 de Setembro de 2008 às 00:30
Desfolhada recupera memórias e tradições

A iniciativa tem lugar pela primeira vez e resulta da conjugação de esforços entre a Casa do Povo do Azinhal e o Rancho Folclórico daquela entidade, mobilizando 52 elementos dos dois sexos, que tentarão recuperar memórias e tradições, ao pôr do sol, na eira do Ti Baltazar.

As desfolhadas ocorriam, habitualmente,nas eiras, onde grupos de mulheres e homens se dispunham em círculo, sentados no chão, para tirar o milho. As espigas acumulavam-se em cestos de cana que, depois de cheios, eram esvaziados para canastras.

Os jovens tinham uma participação activa e entusiasta nas desfolhadas, também conhecidas por descamisadas, sempre na esperança de encontrarem milho-rei ou rainha-espiga vermelha, para terem a possibilidade de beijar ou abraçar a namorada – quem encontrava a espiga vermelha tinha, segundo a tradição, de dar um abraço a todos os participantes.

A animação não faltará com baile de concertina na eira do Ti Baltazar, como era hábito noutros tempos nos meios rurais, e os trajes dos elementos do Rancho Folclórico da Casa do Povo do Azinhal procurarão respeitar as vestes de tempos de outrora.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)