Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Devolvem obra roubada de Magritte por não a conseguirem vender

A obra de tons surrealistas foi roubada há dois anos num museu de Bruxelas, na Bélgica, mas foi agora devolvida. Motivo? Aparentemente, os ladrões não a conseguiram vender.
6 de Janeiro de 2012 às 13:31
‘Olympia’, que mostra uma mulher despida com um búzio sobre a barriga, numa representação interpretada como sendo da esposa do artista, Georgette
‘Olympia’, que mostra uma mulher despida com um búzio sobre a barriga, numa representação interpretada como sendo da esposa do artista, Georgette FOTO: d.r.

Em causa está o quadro de René Magritte, ‘Olympia', que mostra uma mulher despida com um búzio sobre a barriga, numa representação interpretada como sendo da esposa do artista, Georgette. É-lhe atribuído um valor de até quatro milhões de euros.

O perito de arte Janpiet Callens recebeu há duas semanas um contacto anónimo por parte dos ladrões da obra que integra o espólio do Museu de Jette, a antiga casa do pintor surrealista. De seguida, foi-lhe devolvido o quadro.

Segundo explicou Callens às autoridades, os larápios justificaram-se com a incapacidade de  "colocar 'Olympia' no mercado negro".

O quadro tinha sido furtado no dia 24 de Setembro de 2009 por dois homens que actuaram de cara descoberta. Até ao momento não foram identificados.

olympia rené magritte pintura bélgica bruxelas museu de jette roubo surrealismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)