Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

DO CABARET PARA O CENTRO CULTURAL DE BELÉM

De Prévert a Brel, de Tom Waits a Elvis Costello e Nick Cave ou de Gershwin a Nyman, ela canta-os a todos sob a inspiração directa de Kurt Weill. A confirmar tudo isto e muito mais, Ute Lemper, esta noite no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa.
19 de Julho de 2004 às 00:00
A imagem sofisticada e o porte teatral valeram-lhe, desde a primeiro hora, a comparação com Greta Garbo e Marlene Dietrich. A voz e as interpretações que lhe arranca também não fazem por menos e há quem ouça Piaf quando quem canta é Ute Lemper.
Mulher de múltiplos talentos, tem provas dadas na pintura, na dança, no cinema e no teatro, nomeadamente em musicais como ‘Cats’, ‘Chicago’ e ‘Cabaret’... A título de curiosidade sempre se adianta que a interpretação que fez de ‘All That Jazz’ chegou mesmo a valer-lhe a distinção de melhor actriz de musical e uma nomeação para o título de artista do ano, pela revista ‘Billboard’.
“Toda esta carreira de actuações vem de um compromisso entre esta glamorosa ‘femme fatale’ e a sua paixão com a arte, a política e a história e com um relacionamento complicado e contencioso com a sua pátria”, da nota que apresenta a diva alemã ao público português.
Bilhetes à venda nas lojas Fnac e em www.ticketline.pt, com preços a oscilar entre os 12 e os 43 euros.
Ver comentários