Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

DO ÉCRAN PARA O PALCO

Manoel de Oliveira, o decano do cinema português, vai encenar uma peça de teatro. A convite do Festival Sete Sóis Sete Luas, o cineasta vai dirigir “Mário ou eu próprio o Outro”, um texto em que José Régio evoca Mário de Sá Carneiro e que termina com o suicídio do poeta. Os ensaios já começaram e o elenco é de estalo: Diogo Dória, Rogério Vieira e a inevitável Leonor Silveira.
19 de Junho de 2003 às 00:00
Esta é a maior novidade da programação da 11.ª edição do Festival, que à semelhança do que aconteceu no ano passado – em que “encomendou” um recital de homenagem a Saramago – volta a insistir na produção própria.
Em conferência de imprensa, ontem, Diogo Dória lembrou que esta não é a primeira vez que Oliveira aborda a obra de Régio, pois já fez dois filmes a partir dos livros do escritor e tenciona rodar um novo filme com a mesma matéria-prima.
Neste espectáculo, que tem estreia marcada para dia 7 de Julho em Pontedera, Itália (seguindo-se uma apresentação em Roma, dia 9, e uma outra em St.ª Maria da Feira, em Setembro), Rogério Vieira será Mário de Sá Carneiro, Diogo Dória o seu “duplo” e Leonor Silveira a musa do poeta.
De resto, o Sete Sóis Sete Luas mantém o formato habitual. Apesar deste ano não ter recebido qualquer apoio do Instituto Camões e do Instituto Português das Artes do Espectáculo, os espectáculos continuam a ser de entrada livre, à excepção dos que são apresentados em Roma.
“O festival apresenta-se em pequenas cidades, com poucos hábitos culturais. Assegurar o acesso gratuito à cultura é, e será sempre, a nossa prioridade”, explicou o director, Marco Abbondanza.
MÚSICA FAZ A FESTA NA FEIRA
Pelo terceiro ano consecutivo, St.ª Maria da Feira vai ser palco da Festa Europeia da Música, uma iniciativa criada nos anos 80 pelo então ministro da Cultura francês, Jack Lang, e que se realiza anualmente no solstício de Verão em cidades tão díspares como Paris, Liverpool, Istambul ou Praga.
Este ano, a participação portuguesa será assegurada pelo grupo Cabeças no Ar, que reúne Rui Veloso, Jorge Palma, Tim e João Gil. A actuação está marcada para este fim-de-semana, mas outras propostas constam do cartaz. Assim, na sexta-feira e no sábado, pelo Castelo local vão passar os italianos Alessandro Safina, Samuele Garofali, Alan Wurburger e Antonela Ruggiero, cantora que, entre outras surpresas, fará a sua interpretação muito especial dos fados de Amália. Tempo também para ouvir os galegos Luar na Lubre e os caboverdianos Fertilizante, grupo revelação do festival de 2002.
Sublinhe-se que St.ª Maria da Feira será ainda palco de mais uma edição do Imaginarius - Festival Internacional de Teatro de Rua, que entre 4 e 14 de Setembro trará à cidade algumas das melhores companhias mundiais deste género de teatro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)