Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

"Drogas já não faziam parte da vida de Amy quando morreu"

O namorado de Amy Winehouse revelou que a cantora britânica já não tinha interesse nas drogas durante o período que estiveram juntos.
25 de Outubro de 2011 às 14:07
O realizador Reg Traviss admitiu que estava a fazer planos de casamento com Amy Winehouse
O realizador Reg Traviss admitiu que estava a fazer planos de casamento com Amy Winehouse FOTO: Andrea de Silva/Reuters

Em entrevista ao 'The Daily Mirror', Reg Traviss garantiu que durante os dois anos que namoraram Amy Winehouse não tomou quaisquer susbstâncias ilegais.

"Ela esteve envolvida nas drogas muito antes de estarmos juntos. Isso era passado, não era o dia-a-dia dela", sublinhou o também realizador.

E acrescentou: "Não a podiam pôr fechada num quarto com drogas, porque aquele já não era o mundo dela. Ela já não tinha nada a ver com as drogas, não tinha interesse nelas [quando morreu], isso era passado."

Apesar disso, Reg Traviss reconheceu que a morte da cantora poderá ter sido uma consequência do passado de abusos em relação às drogas e ao álcool.

O realizador admitiu também que o casal estava a fazer planos para se casar.

 

Amy Winehouse Morte Drogas Reg Traviss
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)