Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Egipto: Túmulos de faraós serão substituídos por réplicas

Algumas das famosas sepulturas dos faraós do Egipto, como a de Tutankámon, serão encerradas para evitar a sua deterioração, por causa da respiração dos turistas, anunciou o secretário geral do Conselho Supremo das Antiguidades, Zahi Hawas.
7 de Janeiro de 2011 às 13:52
Entre as sepulturas que serão abrangidas por esta medida está o túmulo de Tutankamón
Entre as sepulturas que serão abrangidas por esta medida está o túmulo de Tutankamón FOTO: D.R.

O responsável defende que, no caso de Luxor, cidade a 700 quilómetros do Cairo, alguns túmulos serão definitivamente encerrados, sendo substituídos por replicas que possam ser vistas por turistas. "Estes túmulos deverão destruir-se dentro de 200 anos por causa dos turistas que os visitam", alertou Zahi Hawas.

Entre as sepulturas que serão abrangidas por esta medida estão o túmulo de Tutankamón, descoberto em 1922, e da rainha Nefertari, mulher de Ramsés II.

Depois de encerrados, só os especialistas em arqueologia poderão visitar as sepulturas originais se pagarem "uma entrada caríssima", disse Zari Hawas.

O anúncio da medida não foi bem recebida por alguns egiptólogos, por se tratar de oferecer aos turistas uma réplica e não o original. "Que civilização e património existe numa réplica feita com pedras do ano 2011?", questionou o especialista em egiptologia e guia turístico, El Shamaa.

Contudo o secretário geral do Conselho Supremo de Antiguidades está confiante de que a medida não afastará os turistas, uma vez que "proteger a história é mais importante que o turismo".

Egipto túmulo faraó Tutankamón Nefertari Ramsés II turismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)