Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

ENCONTROS EM PERIGO

A 17.ª edição dos Encontros da Imagem, um dos mais importantes acontecimentos nacionais de fotografia, corre o risco de não se realizar, caso a Associação de Fotografia e Cinema de Braga (AFCA), não obtenha o financiamento necessário para a realização do evento, previsto para finais de Maio.
17 de Janeiro de 2003 às 00:00
Desde a sua primeira edição, em 1987, que os Encontros da Imagem são fundamentalmente financiados pelo Ministério da Cultura, contando ainda com contribuições da autarquia de Braga, Governo Civil e algumas empresas privadas. Todavia, nos últimos dois anos, o evento debateu-se com graves dificuldades, o que levou a que a AFCA não conseguisse liquidar uma boa parte das contas relativas a essas edições.

Face a esta situação, o principal impulsionador do evento e director do Museu da Imagem de Braga, Rui Prata, já admitiu que a edição deste ano só avançará, se as finanças dos dois anos anteriores ficarem definitivamente saldadas. "Prevemos para esta edição um gasto médio de 225 mil euros, mas só avançaremos se os gastos das duas últimas edições forem definitivamente saldados. Não vamos endividar-nos sem garantias", revelou ao Correio da Manhã, sublinhando que apesar dos contactos já estabelecidos ainda não foram efectuadas quaisquer confirmações.

"Vamos aguardar pelas resoluções do Ministério da Cultura no que toca ao financiamento de eventos culturais", disse, frisando que, "de qualquer modo, a investigação e selecção de autores deste ano já teve em conta o actual contexto da economia nacional”.

Todavia, mesmo que o evento venha a realizar-se, já não contará com as extensões de Famalicão e Guimarães, bem como do projecto 'Memórias da Cidade'. "As limitações financeiras obrigam a que nos centremos num único local e numa única temática que girará em torno do 'real' e do 'aparente', referiu Rui Prata, manifestando o desejo de que apesar das dificuldades, os 'Encontros da Imagem' possam continuar a realizar-se, consolidando o prestígio alcançado ao longo de 16 anos.
Ver comentários