Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Energia de Rufus cativa milhares

Um mar de gente voltou ontem a rumar até ao Parque da Cidade, no Porto, para assistir ao segundo dia do Optimus Primavera Sound. As principais atracções da noite foram a energia de Rufus Wainwright e os excêntricos Flaming Lips. Tal como no primeiro dia, a grande maioria dos visitantes eram estrangeiros.
9 de Junho de 2012 às 01:00
Músico canadiano-norte-americano tocou para uma plateia de portugueses e estrangeiros
Músico canadiano-norte-americano tocou para uma plateia de portugueses e estrangeiros FOTO: AMÂNDIA QUEIRÓS

O músico canadiano-norte-americano Rufus Wainwright foi o primeiro da noite a levar ao delírio os milhares de fãs no palco Optimus. O artista centrou o espectáculo no seu mais recente álbum, ‘Out of the Game’.

Hélder Magalhães, 34 anos, já assistiu a todos os concertos do artista, mas nunca antes o vira num festival. "Gosto muito da música dele. Sempre que veio a Portugal, eu estava nas primeiras filas. Penso que ele não é muito apropriado para festivais e estava bastante curioso", disse ao CM o fã, que foi acompanhado por um grupo de amigos.

Durante a tarde de ontem, subiram ainda ao palco os portugueses Linda Martini, Rafael Toral e os americanos Yo La Tengo. Já pela noite dentro, houve música em simultâneo pelo recinto, com o espectáculo dos Beach House, Wolves in the Throne Room e Walkmen. 

Rufus Wainwright
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)