Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

ERAGON AMEAÇA POTTER

“Este livro pode ser mais um fenómeno de leitura universal. Tem tudo para concorrer com ‘Harry Potter’ ou com ‘O Senhor dos Anéis’. É um fenómeno e um prodígio”, a premonição é da jornalista Laurinda Alves que esta semana deu a conhecer uma fantasia épica que Christopher Paolini escreveu, a Gailivro editou e no Natal de 2005 chega aos cinemas. O seu nome: ‘Eragon’.
18 de Setembro de 2004 às 00:00
A cerimónia realizou-se no Castelo de S. Jorge, em Lisboa, com a pompa e circunstância que exige a recriação do ambiente medieval que serve de pano de fundo à história de um rapaz do campo sem outra preocupação do que a de matar a fome e a sede, isto até ao dia em que encontra uma pedra azul no interior da qual cresce uma cria de dragão, sua futura e incondicional aliada: ‘Saphira’.
‘Saphira’ prometia ser a estrela da tarde na apresentação do primeiro volume da ‘Trilogia da Herança’ mas o ambiente intimista acabaria por revelar-se intimidatório e, à aparição do pequeno dragão azul, a criançada reagiu com um berreiro que pôs a fugir o mais audaz... Resgatada a calma aos colos maternos, tomaram a palavra os oradores de serviço ao evento.
E além de Laurinda Alves disseram de sua justiça Andrea Alves (coordenadora editorial da editora e responsável pela tradução da obra), Carlos Letra (editor e fundador da Gailivro) e ainda Manuel Matias (presidente da Associação das Aldeias de Crianças SOS de Portugal). Nem a propósito, registe-se que a presença do representante e de muitas das crianças da associação não foi obra do acaso.
Nos 40 anos de existência desta entidade de acolhimento a crianças desprovidas de meio familiar normal com vista à sua autonomização, a editora oferece 750 livros de ‘Eragon’ e ainda muito material didáctico para ‘atacar’ o novo ano lectivo.
E, por falar em escola, saibam que ‘Eragon’, cujo primeiro volume ultrapassa as 500 páginas, foi escrito aos 15 anos, findo o secundário (o que no sistema de ensino americano corresponde a menos anos do que no português). Seja como for, é obra!
Christopher Paolini tem hoje 20 anos e cita como a grande lição da sua vida a descoberta de que uma escrita cristalina é o resultado de um pensamento cristalino. Para passar da teoria à prática contou com o apoio incondicional dos pais que, proprietários de uma pequena editora, avançaram com uma primeira edição de autor e uma capanha promocional de um ano... Uma prova de confiança, superada!
CANDIDATOS À SUCESSÃO
Multiplicam-se os candidatos à sucessão de ‘Harry Potter’. Em Portugal, temos a ‘Teodora’, aprendiz de feiticeira, criada por Luísa Fortes da Cunha para a Presença.
Do Quebeque para o mundo, a partir desta semana entre nós, ‘Amos Aragon’ que a Ésquilo apresenta como um herói com um pé em ‘Harry Potter’ e o outro em ‘O Senhor dos Anéis’. Só no Quebeque, onde reside o autor, Bryan Perro, foram vendidos mais de 100 mil exemplares só dos primeiros cinco livros de uma colecção de dez. Mais: no Japão o herói vai ser série televisiva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)