Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Esperadas 165 mil pessoas nos três dias do Alive

Radiohead e Arcade Fire são algumas das bandas em destaque.
Pedro Rodrigues Santos 7 de Julho de 2016 às 08:23
Álvaro Covões, promotor do festival, junto ao palco principal
O palco principal do festival NosAlive
Pormenor do recinto
A entrada principal
O cenário de uma rua lisboeta, com calçada portuguesa e tudo vai ter um palco de fado
Um pormenor dos camarins dos artistas
Pormenor do backstage
A regie do palco principal
Álvaro Covões, promotor do festival, junto ao palco principal
O palco principal do festival NosAlive
Pormenor do recinto
A entrada principal
O cenário de uma rua lisboeta, com calçada portuguesa e tudo vai ter um palco de fado
Um pormenor dos camarins dos artistas
Pormenor do backstage
A regie do palco principal
Álvaro Covões, promotor do festival, junto ao palco principal
O palco principal do festival NosAlive
Pormenor do recinto
A entrada principal
O cenário de uma rua lisboeta, com calçada portuguesa e tudo vai ter um palco de fado
Um pormenor dos camarins dos artistas
Pormenor do backstage
A regie do palco principal
A azáfama era enorme, ontem à tarde, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras. A pouco mais de 24 horas da abertura das portas do NOS Alive, os operários davam os últimos retoques no espaço onde irá acontecer a décima edição. Tudo tem de estar pronto para receber os 165 mil festivaleiros – 32 mil estrangeiros – nos três dias do evento.

"O meu sentimento é de grande expectativa", afirmou ao CM o promotor Álvaro Covões, na apresentação oficial do recinto à comunicação social. "As entradas para sexta e sábado estão esgotadas há meses e para amanhã sobram algumas centenas de bilhetes."

Relembre-se que cada entrada custa 56 euros. O passe de três dias há muito que também deixou de estar disponível. "Agora, a nossa preocupação é que tudo corra o melhor possível até ao final do evento."


Melhores condições de conforto para o público, com melhor acesso às casas de banho e aos restaurantes, foi uma das atenções especiais para esta edição. E nas zonas do palco principal e da restauração, o chão de terra está coberto com relva artificial.

À semelhança dos anos anteriores, as futuras mamãs também têm um espaço próprio com vista privilegiada para o palco onde atuam Radiohead, The Chemical Brothers e Arcade Fire, dos quase 130 grupos e artistas que fazem parte do cartaz.


"É o sentir de missão cumprida", acrescentou Álvaro Covões. "Temos um grande acontecimento que traz pessoas de todo o País e do Mundo inteiro."
Ver comentários