Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

"Estou desejosa de regressar aí”

Katie Melua iniciou uma nova fase com o disco ‘The House’, que está à venda. Em Outubro, vem cantar a Lisboa e ao Porto
6 de Junho de 2010 às 00:30
'Estou desejosa de regressar aí”
'Estou desejosa de regressar aí” FOTO: Bruno Colaço

Correio da Manhã – No seu novo disco, ‘The House’, apresenta uma sonoridade mais pop, electrónica, e menos baladeira. Não receia que os fãs que a acompanham desde o início da sua carreira possam afastar-se?

Katie Melua – Não, acho que eles sabem que este foi o álbum que quis fazer. Depois de três discos num certo estilo, no qual fiz o melhor que pude, este trabalho é como uma evolução natural. Acho que os fãs vão perceber isso.

– Trata-se de um amadurecimento ou uma mudança pensada?

– Acho que os três discos que fiz funcionam como uma trilogia, enquanto este ‘The House’ marca o início de uma nova fase, talvez de uma nova trilogia (risos).

– Neste disco trabalhou com William Orbit, que não produzia há dez anos. Como foi possível recuperá-lo?

– É quase um crime o William não trabalhar. E não foi nada difícil trabalhar com ele. Para dizer a verdade, nem sabia que ele estava ‘retirado’, mas depois de lhe enviarmos as minhas maquetas ele quis trabalhar nas canções. E foi só a partir dai que começámos, depois de ele se mostrar interessado.Fiquei maravilhada com a ideia de duas pessoas de mundos diferentes, ele mais electrónico, podermos trabalhar juntos. Foi óptimo, foi a melhor experiência de estúdio que já tive. Ele é visionário, muito aberto a ideias e com espírito de aventura. Nunca tentou pressionar para que uma canção caminhasse nesta ou naquela direcção.

– Em Outubro regressa a Portugal para dois concertos [a 10 de Outubro em Lisboa, no Campo Pequeno, e no dia seguinte no Coliseu do Porto]. Como é a sua relação com os fãs portugueses?

– É uma relação boa, sempre fui muito bem tratada aí, estou desejosa de regressar e voltar a tocar para os portugueses. As pessoas são fantásticas e eu adoro-as. Nunca me farto... e o clima é espectacular.

– E como será o novo concerto?

– Claro que será influenciado por ‘The House’, mas não vou esquecer os temas mais antigos. Visualmente quero que o espectáculo seja forte também, que possa captar a essência do novo disco, o que não quer dizer que as canções mais antigas vão aparecer com arranjos muito diferentes. Simplesmente irão moldar-se ao conceito e ao feeling do meu novo disco. n

PERFIL

Katie Melua nasceu em Kutaisi, na Geórgia, há 25 anos. Deixou a ex-república soviética quando tinha apenas oito, vivendo primeiro na Irlanda do Norte e depois em Londres. O disco ‘Call Off the Search’ revelou-a em 2003, sobretudo graças ao tema ‘The Closest Thing to Crazy’. Desde então lançou mais três discos, o último dos quais ‘The House’,e naturalizou-se britânica.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)