Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Exposição World Press Photo abre no Parque dos Poetas em Oeiras a 15 de setembro

Imagem captada no Brasil, em plena pandemia, foi elegida pelo júri como a Fotografia do Ano.
Lusa 31 de Agosto de 2021 às 15:37
Exposição World Press Photo abre no Parque dos Poetas em Oeiras a 15 de setembro
Exposição World Press Photo abre no Parque dos Poetas em Oeiras a 15 de setembro FOTO: PETER PARKS/AFP via Getty Images
A edição deste ano da exposição de fotojornalismo World Press Photo vai ser inaugurada no dia 15 de setembro, pela primeira vez num espaço ao ar livre, o Parque dos Poetas, no concelho de Oeiras, anunciou a organização.

Criado em 1955 pela fundação homónima e sem fins lucrativos, o concurso World Press Photo premeia, anualmente, fotografias que dão a conhecer ao público momentos que marcam a atualidade de povos e de sociedades em todo o mundo, e que se repercutem além-fronteiras, com consequências à escala global.

O júri do concurso selecionou a fotografia de Mads Nissen, "The First Embrace" ("O primeiro abraço", em tradução livre"), captada no Brasil, em plena pandemia, como a Fotografia do Ano, e "Habibi", de Antonio Faccilongo, como a História do Ano.

Por seu turno, o fotojornalista português Nuno André Ferreira, que trabalha na agência Lusa, foi um dos premiados no concurso World Press Photo 2021, com uma imagem que tem como pano de fundo um incêndio, em Oliveira de Frades (Viseu) que se estendeu pelos concelhos vizinhos.

A imagem tem dois planos: um do fogo que se alastra no topo de um monte e, noutro plano, um bebé dentro de um carro, com um olhar curioso face à objetiva do repórter fotográfico, mas alheio ao que se passa do outro lado do vale.

Nesta edição, o concurso recebeu 4.315 fotógrafos de 130 países, com 74.470 imagens inscritas, tendo sido distinguidos 45 fotógrafos de 28 países.

O júri também selecionou os vencedores em oito categorias: Problemas contemporâneos, Notícias gerais, Ambiente, Projetos de longo prazo, Natureza, 'Spot News', Desporto e Retratos.

Um júri independente formado por 28 profissionais de fotografia, presidido por NayanTara Gurung Kakshapati, selecionou as melhores fotografias e histórias de 2020.

Num ano marcado pela pandemia covid-19 e pelos protestos por justiça social em todo o mundo, os vencedores partilharam uma diversidade de interpretações e de perspetivas referentes a essas e a outras questões urgentes, como a crise climática, os direitos das pessoas trans e os conflitos territoriais.

As fotografias vencedoras da 64.ª edição da World Press Photo estarão expostas na Alameda do Parque dos Poetas, junto ao Anfiteatro Almeida Garrett, até ao dia 15 de outubro, de segunda-feira a domingo, das 09:00 às 23:00 horas (de 15 a 30 de setembro -- horário de verão) e das 10:00 às 20:00 (de 01 a 15 de outubro -- horário de inverno), com entrada gratuita.

A Fundação World Press Photo é uma plataforma global, independente, com sede em Amesterdão, na Holanda, que junta profissionais e públicos através do jornalismo visual e uma narrativa fidedigna, fundada em 1955, quando um grupo de fotógrafos holandeses organizou o concurso para expor o seu trabalho ao público internacional.

Ver comentários