Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

FAMALICÃO MAIS SURREALISTA

O presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão prometeu, na cerimónia de abertura do Festival Internacional de Cinema e Vídeo de Vila Nova de Famalicão (Famafest), criar na cidade, "a médio prazo", um Centro de Estudos do Surrealismo.
16 de Março de 2004 às 00:00
 Armindo Costa e Agustina
Armindo Costa e Agustina
"Trata-se de um projecto em que estamos, juntamente com a Fundação Cupertino de Miranda, afincadamente a trabalhar e que será uma realidade num futuro próximo", disse Armindo Costa, perante uma plateia de mais de 400 pessoas.
Destacando o ciclo sobre 'Cinema e Surrealismo', integrado no programa deste ano do Famafest, que decorre até ao dia 21, o autarca lembrou que estamos no "ano Dali" e que "este movimento artístico é extremamente importante".
Na cerimónia de abertura do Famafest, a escritora Agustina Bessa- -Luís foi homenageada com o prémio Pena de Camilo e foram exibidos três filmes inéditos sobre Famalicão, dois deles da autoria de jovens criadores do concelho. 'Amor de Perdição', 'Soledade Malvar' e 'As crianças - Tempo' mereceram grandes aplausos.
Ver comentários