Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

FEIRA DE FRANKFURT DESTACA RÚSSIA

A Feira do Livro de Frankfurt, a maior do seu género a nível mundial, foi ontem inaugurada nesta cidade alemã, prevendo-se a presença de mais de 300 mil visitantes ao longo de uma semana.
8 de Outubro de 2003 às 00:00
Literatura russa: miniatura de um livro de lendas em inglês
Literatura russa: miniatura de um livro de lendas em inglês FOTO: d.r.
Com mais de mil autores em destaque, entre os quais o britânico Frederick Forsyth e o brasileiro Paulo Coelho e, ainda, grandes estrelas da música e do desporto, o certame dedica especial atenção à literatura russa moderna e procurará dinamizar uma indústria editorial em crise. Segundo a organização da feira, o número de expositores aumentou quatro por cento, o que se traduz na participação de cerca de 6600 expositores de mais de 100 países.
CONFIANÇA
"Consideramos este aumento um sinal claro de que fomos capazes de evitar a tendência negativa dos últimos dois anos", disse, na abertura, o presidente do certame, Volker Neumann. "Isto revela a confiança na evolução da indústria como um todo, que parece mostrar sinais de recuperação em todo o Mundo", acrescentou. O evento, que representa anualmente 80 por cento dos acordos mundiais dos direitos de autor, oferece aos editores o perfeito fórum para a descoberta de um "best-seller".
A mais recente aventura do pequeno feiticeiro Harry Potter, a autobiografia da estrela do futebol britânico David Beckham e a primeira obra da cantora Madonna tiveram, sem dúvida, um papel preponderante nas vendas deste ano da indústria editorial. Com milhões de exemplares vendidos um pouco por todo o Mundo, estas obras não só representam uma mina de ouro para as editoras como ainda lhe concedem "glamour".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)