Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Festivaleiros de todo o Mundo no Optimus Alive!

No rescaldo do primeiro dia do Optimus Alive! os festivaleiros estavam contentes com o que tinham visto e ouvido na noite anterior.
10 de Julho de 2009 às 20:04
Festivaleiros de todo o Mundo no Optimus Alive!
Festivaleiros de todo o Mundo no Optimus Alive!

No parque de campismo do festival, em Monsanto, o ambiente estava calmo, mas a preparação para mais uma noite de muita música estava já em marcha.

Quando se falava na noite anterior, a escolha de quem esteve presente era unânime: o concerto dos Metallica tinha agradado, e até superado expectativas.

Francisco Coelho veio de Chaves com dois amigos sem que um nome específico do cartaz os tivesse atraído em especial: “Viemos ver todas as bandas, e gostámos muito da noite de ontem.' Para hoje já tinham planos, e garantiram que não iam perder Placebo e The Prodigy.

Pela primeira vez num festival português, Carlos, vindo de Madrid, optou pelo Alive! este ano, uma vez que em cada ano gosta de passar por um diferente.

Acompanhado por dois amigos, num ambiente de muita descontração, elogiou o espaço do festival e também o do campismo, que lhes permite descansar e recarregar baterias para as noites seguintes.

Além disso, ficou contente com os autocarros do parque até ao recinto, gratuitos para quem lá está instalado. “Vamos voltar a festivais portugueses, Paredes de Coura também nos atrai muito.”

Também de Madrid, veio Luzia, com o namorado. Queixou-se de só haver cerveja no recinto, porque a bebida não lhe agrada muito. Tem alguma curiosidade pelas bandas nacionais, mas foram os Placebo, The Ting Tings, The Kooks e Prodigy que a fizeram rumar a Portugal.

Já a preparar-se para a noite de festa, um grupo de jovens de Braga estava animado, com algumas garrafas de cerveja e música a acompanhar. Depois do “espectacular” concerto de Metallica, hoje as bandas também lhes agradam. “Não podemos esquecer os artistas portugueses, queremos muito ver Blasted Mechanism.”

No espaço de repouso dos muitos participantes no festival (onde ao longo de três dias passam mais de meia centena de bandas) reinava a tranquilidade. Reuniam-se as melhores histórias do dia anterior, e começava a preparação para mais uma recepção a grandes artistas nacionais e internacionais.

Depois do descanso, era obrigatório haver energia. Afinal, a festa ainda nem ia a meio, e havia ainda muito para viver.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)