Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Filme romeno é o melhor da Europa

Sem surpresa, ‘4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias’, do romeno Cristian Mungiu, foi eleito o Melhor Filme do Ano pela Academia de Cinema Europeu, seis meses após ter conquistado a Palma de Ouro do Festival de Cannes, que decorreu em Maio.
3 de Dezembro de 2007 às 00:00
Cristian Mungiu recebeu os prémios para o melhor filme e melhor realizador
Cristian Mungiu recebeu os prémios para o melhor filme e melhor realizador FOTO: Wolfgang Kumn, Reuters
A película sobre uma rapariga que tenta fazer um aborto clandestino durante o regime comunista que dominou a Roménia, valeu ainda a Mungiu – que se confessou “muito honrado” – o galardão para o melhor realizador.
Igualmente esperado era o prémio de Melhor Actriz para Helen Mirren, a quem a interpretação de Isabel II em ‘A Rainha’, já proporcionou todos os prémios que havia para ganhar, incluindo o Óscar. Nos actores, foi distinguido o israelita Sasson Gabai por ‘Bikur Hatizmoret’, de Eran Kolirin, filme que venceu na categoria de revelação.
A produção espanhola ‘Alumbramiento’, de Eduardo Chapero-Jackson, e o francês ‘Coeurs’, de Alain Resnais, venceram nas categorias de Melhor Curta-Metragem e Prémio da Crítica, respectivamente, enquanto o público deu a vitória a ‘La Sconosciuta’, de Giuseppe Tornatore.
O ‘caso’ desta 20.ª gala de entrega de prémios, realizada em Berlim, foi a inexplicada ausência do cineasta Jean-Luc Godard, de 76 anos, homenageado com o Prémio de Carreira e cuja obra Wim Wenders, presidente da Academia, elogiou. Também galardoado pela carreira foi o director de fotografia alemão Michael Balhaus.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)