Fim-de-semana cheio para o fado

Há muitas candidaturas – 79, no total – e a directora da UNESCO já frisou isso mesmo. Mas se a Comissão de Candidatura do Fado a Património Imaterial da Humanidade se mantém confiante em Bali, Indonésia – onde amanhã ou domingo se sabe o resultado da votação –; por cá, o espírito também está em alta.

25.11.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Fim-de-semana cheio para o fado
Casa-mãe da candidatura terá visitas guiadas, concertos e actuações espontâneas de fadistas Foto Mariline Alves

Já amanhã, a Voz do Operário, em Lisboa, é palco da VI Gala Amália, uma iniciativa da Fundação com o nome da maior fadista portuguesa. A partir das 21h00, no evento que celebra anualmente o fado e premeia os artistas em destaque, a alma lusitana canta-se pela voz de todos os galardoados. Entre eles, estão Maria Amélia Proença (Prémio Carreira), Ricardo Ribeiro (Melhor Intérprete), Camané (Melhor Álbum), Ana Marta (Revelação) ou Deolinda (Prémio Especial).

Também na capital, no Museu do Fado – casa-mãe da candidatura – festeja-se a iniciativa ao longo de todo o fim-de-semana. A partir das 10h00 de amanhã e até às 18h00 de domingo, o espaço museológico está aberto ao público e promove visitas guiadas, actuações da escola do museu, concertos e actuações espontâneas de fadistas.

José Pracana, José da Câmara, Anita Guerreiro, Maria Armanda, Maria da Fé e Lenita Gentil são alguns dos artistas que por ali passarão.

Amanhã à noite, há ainda dois concertos a não perder: pelas 22h00, actuam Jorge Fernando e Fábia Rebordão e, a partir da meia-noite, o palco é dividido por Ricardo Ribeiro e Carminho.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!