Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Fincher nega tirar violência sexual

'Millennium 1 – Os Homens que Odeiam as Mulheres’ não vai estrear na Índia, um dos principais mercados asiáticos para os filmes de Hollywood, visto que o realizador David Fincher recusou-se a aceitar uma série de cortes de cenas de sexo e violência no filme que já está nos cinemas portugueses.
30 de Janeiro de 2012 às 01:00
Rooney Mara e Daniel Craig interpretam as personagens Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist
Rooney Mara e Daniel Craig interpretam as personagens Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist FOTO: direitos reservados

A primeira adaptação norte-americana da trilogia de romances policiais do falecido escritor sueco Stieg Larsson deveria chegar às salas indianas a 10 de Fevereiro, mas a Sony Pictures já veio anunciar que tal não será possível, pois seria impossível respeitar em simultâneo a "visão do realizador" e as directivas do organismo que tem a seu cargo a classificação etária dos filmes.

Em causa estão cinco cenas, duas das quais envolviam violência. Na primeira, a hacker Lisbeth Salander - personagem pela qual Rooney Mara foi nomeada para o Óscar de Melhor Actriz - é violada e torturada, enquanto na segunda retribui os abusos. As restantes são duas cenas de sexo consentido entre Lisbeth e o jornalista de investigação Mikael Blomkvist (Daniel Craig) e uma cena de sexo lésbico entre a personagem de Rooney Mara e uma mulher que é a sua única amiga.

As cenas com nudez costumam ser censuradas na Índia, aplicando-se o método de desfocar os corpos dos actores, mas neste caso foi exigido o corte integral das cinco cenas de ‘Millennium 1 - Os Homens que Odeiam as Mulheres'.

MILLENIUM DAVID FINCHER VIOLÊNCIA SEXO ROONEY MARA DANIEL CRAIG CINEMA ÍNDIA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)