Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Francisco José Viegas vence Prémio Literário Fernando Namora

Obra premiada é "A Luz de Pequim".
Correio da Manhã 29 de Outubro de 2020 às 10:21
A carregar o vídeo ...
Obra premiada é "A Luz de Pequim".

O livro "A Luz de Pequim" de Francisco José Viegas, cronista do CM e da CMTV venceu o Prémio Literário Fernando Namora de 2020, avança hoje a Porto Editora.

A obra volta a ter como personagem principal Jaime Ramos, um inspetor da Polícia Judiciária que se encontra em fim de carreira, à semelhança de outros livros já publicados pelo escritor. Um "detetive pequeno-burguês, sensato e cordato", tal como o próprio autor o descreve.

"O Jaime Ramos só começa a autonomizar-se em ‘Um Céu Demasiado Azul’, em que toma a iniciativa, viaja, começa a ter ajudantes como o Isaltino Jesus, que é o seu Watson, e então percebi que ele já não dependia de mim e tinha vida própria. Agora há uma relação de ciúmes entre mim e o Jaime Ramos, em que ele me ultrapassa claramente", explicou Francisco José Viegas em entrevista ao CM aquando do lançamento do seu nono livro.

O Prémio Fernando Namora já distinguiu escritores como Bruno Vieira Amaral, Julieta Monginho, Afonso Cruz, Gonçalo M.Tavares, Teolinda Gersão, Mário de Carvalho, Mário Cláudio, Luisa Costa Gomes ou João de Melo.

Com um valor pecuniário de 15 mil euros, distingue anualmente o autor da melhor obra de ficção, romance ou novela, editada no ano anterior.

Na sua 23.ª edição, o júri, presidido por Guilherme d'Oliveira Martins, escolheu "A Luz de Pequim", por considerar tratar-se de "uma obra que interroga o tempo e o que fazemos com ele" e de um "romance de avaliação de experiências passadas e incertezas atuais".

Francisco José Viegas artes cultura e entretenimento artes (geral)
Ver comentários