Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

García Márquez sofre de demência e deixou de escrever

O Nobel da Literatura Gabriel García Márquez, de 85 anos, sofre de demência desde 1999 e deixou de escrever, disse o irmão mais novo do escritor, Jaime, citado pelo jornal mexicano El Universal.

7 de Julho de 2012 às 15:27
O Nobel da Literatura de 1982, autor de ‘Cem Anos de Solidão’, deixou completamente de escrever, segundo o irmão
O Nobel da Literatura de 1982, autor de ‘Cem Anos de Solidão’, deixou completamente de escrever, segundo o irmão FOTO: Reuters

"Ele tem problemas de memória. Na família temos vários a sofrer de demência, eu próprio começo a ter problemas e ele está com problemas", disse Jaime García Márquez numa conferência na cidade colombiana de Cartagena.

"Mas conserva o humor, a alegria e o entusiasmo que sempre teve", acrescentou.

O Nobel da Literatura de 1982, autor de ‘Cem Anos de Solidão’, deixou completamente de escrever, segundo o irmão.

Os primeiros sintomas de demência surgiram em 1999, quando lhe foi diagnosticado um cancro. A quimioterapia a que foi submetido acelerou o processo de demência, disse Jaime.

Os dois irmãos falam praticamente todos os dias por telefone. Jaime vive na Colômbia e ‘Gabo’ vive com a mulher, Mercedes, na Cidade do México, desde 1961.

Jaime García Márquez é o primeiro elemento da família a falar sobre a demência do escritor, objecto de rumores há vários anos.

gabriel garcía márquez escritor cem anos de solidão demência família
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)