Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Globos cancelados por causa da greve

Quando na última cerimónia dos Globos de Ouro Arnold Schwarzenegger gritou ‘Para o ano há mais’, estaria longe de pensar que a gala de entrega de prémios seguinte não chegaria a acontecer.
9 de Janeiro de 2008 às 00:00
No início desta semana, e após dois meses de greve, o sindicato de argumentistas de cinema e televisão obteve a sua primeira grande vitória: o cancelamento dos Globos de Ouro, o evento mais relevante depois dos Óscares.
Por causa da luta dos profissionais da escrita, a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, organizadora da conceituada gala, decidiu que não haverá Globos no próximo domingo, dia em que os vencedores serão anunciados numa informal conferência de imprensa, em Beverly Hills.
Como se já não bastasse a ameaça dos argumentistas de que fariam piquetes de greve à porta do Hotel Beverly Hilton, impedindo as estrelas de passar, também o Sindicato Norte-Americano dos Actores – que representa a esmagadora maioria dos profissionais da representação do sector audiovisual dos EUA – anunciara a solidariedade para com os argumentistas. Em apoio à greve, o mesmo sindicado decidiu, por unanimidade, boicotar a festa.
Sem actores não há glamour nem audiências televisivas e a cadeia norte-americana NBC, detentora dos direitos de transmissão directa da gala, lá teve que aceder à pressão da organização e suspender a cerimónia.
EM DIRECTO
Mesmo sem festa, domingo será conhecida a lista dos premiados. E em directo. A NBC concordou com a suspensão da cerimónia mas, em troca, transmitirá em directo o anúncio dos vencedores dos Globos.
‘Expiação’ lidera a corrida, com sete nomeações, entre as quais às estatuetas de melhor filme, realização (Joe Wright), argumento e actores, pelos desempenhos de Keira Knightley e James McAvoy.
A greve dos argumentistas arrancou a 5 de Novembro último e já afectou gravemente o sector audiovisual nos Estados Unidos, obrigando à paralisação de filmagens de várias séries televisivas, talk shows de grande audiência e filmes de grande orçamento.
Os profissionais calam assim a indústria com as suas reivindicações e provam que não estão para desistir das suas exigências. Os argumentistas reclamam o pagamento de direitos de autor sobre transmissões on-line e/ou edições em DVD.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)