Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Green Day triunfam na Gala MTV

A gala dos prémios da MTV, realizada na Arena AmericanAirlines, em Miami, EUA, fez prova da eterna aura de imprevisibilidade. Na noite em que o 'punk rock' triunfou, com os veteranos Green Day a receberem sete prémios, a cerimónia decorreu com invulgar correcção, sem declarações chocantes e políticas. A única supresa foi mesmo a oferta de um relógio a um espectador.
29 de Agosto de 2005 às 10:35
Os reis da gala MTV em Miami foram os 'punk rockers' Green Day
Os reis da gala MTV em Miami foram os 'punk rockers' Green Day FOTO: Reuters
A controvérsia ficou à porta da Gala dos Prémios MTV. Talvez por efeito do momento de emergência que a costa atlântica sul dos EUA atravessa devido à chegada do Furacão Katrina, talvez por que a indústria não está para brincadeiras, ou talvez por que a seriedade esteja agora na moda.
O único incidente ocorreu horas antes da cerimónia, numa festa que a antecedeu, na madrugada de domingo, onde o famoso 'rapper' Marion 'Suge' Knight foi baleado numa perna. Nenhum suspeito foi detido e o músico está a recuperar no hospital, depois de ter sido submetido a uma cirurgia para remoção da bala.
Sean 'Diddy' Combs, que recentemente abdicou do "P." no seu nome artístico, foi o apresentador de serviço. O 'mestre de cerimónias' deu o mote, proclamando que aquela seria uma noite (o espectáculo decorreu ontem à noite, madrugada de hoje em Lisboa) sem obscenidades. E deu o exemplo do espírito proclamado, ao provar que a máxima do "tudo pode acontecer" numa Gala MTV pode ter aplicações diferentes das habituais: o músico tirou o seu relógio encrostado a jóias e deu-o a um espectador.
Além do desfile de actuações, que este ano contou com Green Day, o próprio Combs, Mariah Carey, 50 Cent, Coldplay e R. Kelly, participaram na apresentação dos prémios Jessica Simpson, Jeremy Piven, Lil' Kim, Eva Longoria, Ricky Martin, Lindsay Lohan, Orlando Bloom, Kirsten Dunst e Jessica Alba.
Da parada de estrelas sobressaiu um veterano grupo 'punk rock', os Green Day, que sublinharam estarem juntos há 16 anos quando 'abriram' a noite tocando o tema "Boulevard of Broken Dreams", que lhes valeu seis dos sete prémios que haviam de arrecadar durante a gala.
Os Green Days foram, aliás, os únicos a deixar uma ligeira nota política no espectáculo, ao pedirem o regresso em segurança dos soldados norte-americanos no Iraque. O grupo venceu o prémio da escolha do público com "American Idiot", a arrecadou para "Boulevard of Broken Dreams" os prémios Vídeo do Ano (o prémio mais cobiçado), Melhor Vídeo de Grupo, Melhor Vídeo de Rock, Melhor Realização, Melhor Montagem e Melhor Cinematografia em Vídeo.
Kayne West ganhou o prémio para Melhor Vídeo Masculino ("Jesus Walks") e Kelly Clarkson (saída do 'reality show' American Idol) ganhou dois prémios, Melhor Vídeo Feminino e Melhor Vídeo Pop ("Since U Been Gone"). Missy Elliot ganhou dois prémios (Melhor Vídeo de Dança e Melhor Vídeo Hip-Hop), para "Moon Men" e "Loose Control", respectivamente, e agradeceu a Deus.
O prémio para Melhor Vídeo foi entregue a Ludacris ("Number One Spot") e Alicia Keys ganhou o prémio Melhor Vídeo R & B ("Karma"). O prémio Artista Revelação foi para os The Killers ("Mr. Brightside") e o prémio Vídeo Revelação (ou Inovador) foi atribuído aos Gorillaz e Jamie Hewlett, com "Feel Good Inc". Hewlett recebeu ainda o prémio para Melhores Efeitos Especiais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)