Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Helena Sá e Costa vai hoje a enterrar

Helena Sá Costa, pianista e intérprete consagrada a nível nacional e internacional, faleceu anteontem, no Porto. A morte da destacada personalidade do meio musical, que marcou várias gerações de pianistas da cidade Invicta entre os quais Pedro Burmester e Adriano Jordão, deixou um lastro de tristeza em todos os que com ela tiveram oportunidade de privar e trabalhar.
10 de Janeiro de 2006 às 00:00
Durante o dia de ontem, multiplicaram-se as declarações de pesar e admiração. A ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, fez questão de frisar que Sá e Costa era “uma figura tutelar no mundo da música”.
O maestro António Vitorino de Almeida salientou “a obra notável como pedagoga que irá manter-se por várias gerações”, de uma pianista que, na sua opinião, marcou dois séculos.
Também os discípulos Pedro Burmester e Fausto Neves fizeram questão de prestar homenagem a Helena Sá e Costa. Burmester destaca a entrega da sua professora à música, que afirma “caso existisse um prémio Nobel da Música, tê-lo-ia obtido”. Para o pianista, “a música e a vida dela confundem-se”.
Fausto Neves lamentou o que considera ser uma “perda irreparável para a cultura portuguesa” e salienta que Helena Sá Costa sempre soube “incentivar os alunos pela positiva a gostar de fazer música”.
A MÚSICA SEMPRE
Nasceu a 26 de Maio de 1913, na cidade do Porto, descendente de uma família de músicos. Desde petiz mostrou dotes musicais. Aos cinco anos deu o primeiro concerto público no Porto, e mais tarde aos 23 anos estreou-se no estrangeiro, em Paris, acompanhada por uma orquestra dirigida por Edwin Fisher.
Estudou em Postdam, na Alemaha, juntamente com a irmã e violoncelista, Madalena Sá e Costa, com quem realizou alguns duetos. Aluna de Vianna Mota, Helena Sá Costa sucedeu-lhe como professora no Conservatório Nacional, em Lisboa, fundou a Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo (ESMAE) e possui um Teatro com o seu nome no Porto.
O corpo da pianista esteve ontem em câmara-ardente na sua casa e o funeral será hoje no cemitério de Agromonte.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)