Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Hollywood processa piratas

A indústria cinematográfica norte-americana acaba de processar 200 particulares que acusa de fazerem descargas ilegais de filmes a partir da internet. Os processos em causa são o resultado de uma acção judicial iniciada há um mês que visa processar todos aqueles que insistem em prevaricar e não respeitar os direitos de autor.
16 de Dezembro de 2004 às 00:00
Todas as acções são poucas para travar a pirataria
Todas as acções são poucas para travar a pirataria FOTO: Natália Ferraz
A ideia primordial da Motion Picture Association of America (MPAA) passa por impedir o acesso ao ‘todo-poderoso’ programa BitTorrent para ‘roubar’ filmes, mas no alvo estão também os ‘sites’ que facultam informação ou ‘links’ para filmes que foram copiados ou gravados nas próprias salas de cinema. Segundo aquele organismo só nos EUA e Reino Unido existem mais de 100 servidores que estão referenciados como “alvos a abater”.
OS PONTOS NEGROS
Os 200 processos levantados referem-se, na sua maioria, a utilizadores dos programas BitTorrent, e Donkey e Directconnect nos EUA, Reino Unido, França, Finlândia e Holanda. Recorde-se que nos últimos anos tem aumentado em proporções assustadoras o número de pessoas que copiam filmes a partir da internet, pelo que a MPAA considera que esta tipo de acções judiciais são o caminho a seguir para que a indústria cinematográfica não venha a sofrer quebras de facturação como tem acontecido a nível mundial com a indústria musical.
O 'SITE' DA POLÉMICA
O QUE É O BITTORRENT
O BitTorrent é um dos maiores e mais recentes programas ‘on-line’ que permite fazer descargas através da transferência e partilha de ficheiros. O programa permite trocar ficheiros que podem ir de uma simples e legítima fotografia a um filme ilegalmente copiado e pode ser utilizado por diversos indivíduos ao mesmo tempo. Existe apenas um servidor central, designado por Tracker, que controla todas as operações realizadas.
A melhor forma de compreender o BitTorrent é imaginar um grupo de pessoas sentado à mesma mesa, no qual qualquer uma pode comunicar com a outra e trocar o que bem entender.
Ver comentários