Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Igreja Católica fala sobre Código Da Vinci

A Igreja Católica quebrou, finalmente, o silêncio sobre o livro ‘O Código Da Vinci’, de Dan Brown, classificando o seu conteúdo de “mentiras vergonhosas e sem fundamento”.
16 de Março de 2005 às 00:00
De acordo com o jornal britânico ‘The Times’, a ‘cruzada’ contra este fenómeno literário é encabeçada pelo cardeal Tarcisio Bertone, bispo de Génova e próximo do cardeal Joseph Ratzinger, indicado como possível sucessor do Papa João Paulo II.
Através de uma série de debates públicos – o primeiro decorre hoje em Génova –, Bertone vai procurar “desmascarar as mentiras”, para que os leitores possam compreender até que ponto o livro é “vergonhoso e sem fundamento”.
Na opinião do bispo, o romance de Dan Brown procura desacreditar a Igreja Católica através de “falsidades absurdas e vulgares”.
De acordo com ‘O Código Da Vinci’, a Igreja Católica ocultou durante séculos o casamento entre Jesus Cristo e Maria Madalena, com quem terá tido um filho.
Para o ‘The Times’, a nomeação de Bertone é um sinal claro de que o Vaticano está nervoso com o sucesso internacional do livro, que já vendeu 18 milhões de exemplares em apenas dois anos e está traduzido em 44 línguas. E o início da rodagem do filme, com Tom Hanks, está marcada para Maio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)