Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Irmã de Natalie Wood pensa que ela pode ter sido empurrada

A polícia reabriu a investigação em torno da morte de Natalie Wood, que morreu afogada há 30 anos, em circunstâncias nunca totalmente esclarecidas. A irmã da actriz, que tinha 43 anos na altura da sua morte, garante que Natalie tinha medo da água, que não sabia nadar muito bem e que jamais se atiraria ao mar voluntariamente.
20 de Novembro de 2011 às 18:22
Natalie Wood tinha 43 anos quando morreu, em circunstâncias nunca totalmente esclarecidas. Trinta anos depois, a investigação foi reaberta
Natalie Wood tinha 43 anos quando morreu, em circunstâncias nunca totalmente esclarecidas. Trinta anos depois, a investigação foi reaberta FOTO: d.r.

Natalie Wood morreu a 29 de Novembro de 1981, durante um fim-de-semana em que passeava com o marido, Robert Wagner, e o amigo - e possível amante - Christopher Walken, no iate Splendour. 

Depois de uma noite de muita bebida, em que parece ter havido uma discussão despoletada sobre as opiniões diferentes que cada um tinha sobre família e carreira, os ânimos exaltaram-se.

Natalie Wood terá então deixado o convés e dirigiu-se à cabina principal, para nunca mais ser vista. Diz-se que terá tentado sair do barco usando um bote insuflável, e o capitão, Dennis Davern, que à altura da primeira investigação disse não saber nada sobre o assunto, reviu agora a sua versão da história para afirmar que Robert Wagner não se apressou a pedir ajuda para procurar a mulher.

"Não sei se a minha irmã foi empurrada ou não", disse Lana Wood em entrevista. "Sei apenas que morreu antes do tempo e gostaria de acreditar que o Robert [Wagner] nunca faria nada para a magoar."

 

Até ao momento, a polícia não acusou formalmente ninguém.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)