Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

José Cid: "Na cerimónia fui o mais divertido de todos"

Músico português foi distinguido com o Grammy de Excelência Musical, em Las Vegas.
Carolina Cunha 18 de Novembro de 2019 às 08:22
José Cid com o  Grammy, na chegada ao aeroporto Lisboa, acompanhado pela mulher, Gabriela Carrascalão
José Cid recebeu um Grammy
José Cid com Joan Baez, Omara Portuondo e a mulher, Gabriela Carrascalão
José Cid com o  Grammy, na chegada ao aeroporto Lisboa, acompanhado pela mulher, Gabriela Carrascalão
José Cid recebeu um Grammy
José Cid com Joan Baez, Omara Portuondo e a mulher, Gabriela Carrascalão
José Cid com o  Grammy, na chegada ao aeroporto Lisboa, acompanhado pela mulher, Gabriela Carrascalão
José Cid recebeu um Grammy
José Cid com Joan Baez, Omara Portuondo e a mulher, Gabriela Carrascalão
José Cid regressou no sábado a Portugal, depois de ter sido distinguido com um Grammy de Excelência Musical, da Academia Latina de Gravação, numa cerimónia que decorreu em Las Vegas, nos Estados Unidos da América.

Na chegada ao aeroporto, o cantor era a imagem da felicidade e não escondeu o orgulho pela distinção que recebeu.

"A cerimónia foi fantástica. Estive talvez mais divertido do que os outros, mais português do que os outros porque a minha posição era defender a música portuguesa e estar numa atitude de dizer que nós temos grandes músicas, grandes compositores e intérpretes. Eu acho que Portugal marcou pontos em Las Vegas", disse o artista à chegada, onde surgiu com o troféu na mão.

Aos 77 anos, o músico considera o galardão um dos marcos mais importantes do seu percurso profissional e revela que recebeu um grande apoio durante a estadia nos EUA, onde esteve acompanhado pela mulher, Gabriela Carrascalão, e pelo amigo e colega de profissão Tozé Brito. "As pessoas adoraram. Fui receber um prémio de consagração de carreira. Tive oportunidade de cantar um bocadinho e as pessoas acharam uma surpresa muito grande", contou ao CM.

No momento de agradecer a distinção, o músico contou que o seu discurso foi "completamente improvisado" e que a decisão de falar em português para a plateia foi consciente. Uma distinção que permitiu levar o talento português além-fronteiras e que José Cid considera um grande triunfo para o País – que conquistou pela segunda vez uma das mais altas e prestigiadas distinções do panorama musical.

No futuro, Cid promete continuar a honrar Portugal e dar cartas no mundo da música e revelou que está ansioso por conhecer o feedback em relação ao novo álbum, ‘Fados, Fandangos, Malhões e uma Valsinha’, lançado no sábado.

SAIBA MAIS
2
Foi o número de Grammys conquistados por músicos portugueses. O primeiro foi recebido por Carlos do Carmo, em 2014, que viu a sua carreira ser distinguida pela Latin Recording Academy.

Travou amizades
José Cid teve oportunidade de privar com Joan Baez e Omara Portuondo que também foram distinguidas com um Grammy. Nos bastidores, o músico português fez questão de presentear as cantoras com com uns brincos de prata em filigrana que utilizaram durante o evento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)