Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

José Pedro Gomes operado a aneurisma

José Pedro Gomes, que sábado à noite se sentiu mal durante a apresentação do espectáculo ‘Laranja Azul’ em Setúbal, foi operado ontem à tarde a um aneurisma, que rebentou, e estava ontem, à hora de fecho desta edição, nos cuidados cirúrgicos do Hospital Egas Moniz, em Lisboa.
7 de Março de 2005 às 00:00
O actor, de 53 anos, esteve quase cinco horas na mesa de operações – mais propriamente entre as 16h30 e as 21h15 – mas a intervenção cirúrgica foi bem sucedida e José Pedro Gomes reagiu às perguntas que os médicos lhe fizeram assim que acordou da anestesia geral.
GRANDE ALÍVIO
“É um grande alívio”, disse ao CM fonte da UAU, produtora a que José Pedro Gomes e António Feio estão associados. E não é caso para menos: um terço dos casos de aneurisma costuma ser mortal.
Agora, os próximos dias vão ser decisivos para a recuperação total do actor, embora uma operação como esta suscite sempre alguma preocupação.
Mesmo assim, e segundo a mesma fonte, familiares e amigos de José Pedro Gomes – que ontem acorreram ao Egas Moniz – estão “bastante satisfeitos com o modo como a operação correu”.
DORES DE CABEÇA
O drama começou na noite de sábado durante a apresentação da peça ‘Laranja Azul’ no Teatro Municipal Luísa Todi, em Setúbal.
Já no fim da primeira parte, José Pedro Gomes sentiu-se mal, teve de sair de cena por uns instantes, regressando logo a seguir. No entanto, durante o intervalo, e como as dores de cabeça persistiam, foi-lhe impossível fazer a segunda parte do espectáculo.
Entre a assistência encontravam-se duas enfermeiras, que se prestaram a ajudar no que fosse preciso, e o actor foi rapidamente conduzido ao Hospital de Setúbal, de onde foi transferido para Lisboa, sendo-lhe, então, detectado o aneurisma.
A carreira de ‘Laranja Azul’ será retomada assim que o actor melhorar.
FACTOS
O QUE É
O aneurisma cerebral é uma dilatação anormal de uma artéria cerebral que pode levar à ruptura e ao consequente vazamento de sangue para o espaço subaracnóide do cérebro. Embora a ruptura possa acontecer em qualquer altura, é mais frequente entre os 40 e os 50 anos. Pode ser congénito, embora não seja forçoso que rebente. Mas há factores de risco como a hipertensão arterial, a alteração dos valores de colesterol e dos triglicerídeos, a diabetes e o tabaco.
O CASO SHARON STONE
Sharon Stone é um dos casos mais conhecidos de gente famosa que sofreu um aneurisma. A actriz de ‘Instinto Fatal’ foi operada de urgência em Setembro de 2001, num hospital de São Francisco. Apesar do susto recuperou completamente e mudou de vida: rendeu-se ao ioga e ao pilates e passa mais tempo em casa com o filho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)